Em 2016 após um grave acidente nuclear, Tokyo tornou-se uma cidade fantasma. As radiações na zona são extramente elevadas e como tal, mesmo com fatos de protecção, não é possivel permanecer no local durante muito tempo. Apesar disto tudo, houve pessoas que decidiram ficar para trás e se recusaram a abandonar as suas casas…20 anos depois, vários sinais de emergência são enviados de locais em Tokyo e uma equipa especial de 3 raparigas (Aoi, Ibara e Taeko) são enviadas ao local, sendo as três fruto de manipulação genética, são altamente resistentes à radiação e como tal não necessitam de usar qualquer tipo de protecção, o que faz delas as pessoas ideais para esta missão. Mas, tudo fica mais complicado quando as três descobrem que a cidade fantasma tem novos habitantes…

coppelion 1

Desde de à muito que sou um fã de settings pós-apocalipticos e o que mais gosto de ver nesse tipo de histórias são os cenários, e deve dizer que em Coppelion não falharam nisso! Adorei os cenários, estavam bastante bem feitos, cheios de detalhe e não escapou qualquer promenor, desde dos edificios abandonados, à natureza a dominar as construcções humana, nada ficou deixado ao acaso.

A história parece ser interessante, fomos introduzidos a uma permissa inicial que poderá ter bastantes ramificações no que diz respeito ao passado das personagens e a situação onde elas se encontram poderá ser desenvolvida em vários rumos distintos e estou bastante interessado em ver o caminho que a história irá seguir. A animação não é nada de especial e às vezes parece meio manhosa, o que me fez torcer um pouco o nariz, mas novamente os cenários convenceram-me a continuar. O Character design é simples e nada que nunca se tenha visto, acho que poderiam ter feito melhor, visto que se o resto do visual é bastante bom, não compreendo muito esse desleixo nas personagens.

Resumindo, Coppelion é uma boa aposta se estiverem interessados em cenários pós-apocalipticos ou numa anime estilo acção/survival (não survival game, mas survival), em termos de história é dificil prever, como referi anteriormente existem muitos rumos diferentes, vamos esperar para ver mas, penso que está no bom caminho!