O Narukami chega à cidade rural em que vai ficar a viveu com o seu tio, pois os seus pais tiveram que ir subitamente trabalhar para o estrangeiro. No seu primeiro dia de escola faz amigos e tem as aulas normais até que é anunciado um acidente. Alguém encontrou uma pessoa morta presa numa antena de televisão.

Os amigos contam-lhe do mito que anda a circular de que se olhares para a televisão ligada sem estar em nenhum canal numa noite de chuva, vês a imagem da pessoa que será o amor da tua vida. O Narukami pensa em experimentar e vê realmente a imagem de uma rapariga, mas também ouve vozes e descobre que consegue enfiar a mão televisão.

No dia seguinte conta aos amigos e resolvem ir a um grande armazém ver se ele consegue fazer o mesmo com as televisões grandes. Ele consegue, e acabam por cair todos para dentro da televisão. Dentro da televisão há um mundo muito etranho e psicadélico com monstrinhos.

Weid stuff… Resolvi ver o episódio por recomendação de um amigo que conhece o jogo. A história tem elementos bastante creepy, com a morte estranha e os momentos em frente à televisão. Para o fim, no mundo da televisão, é tudo estranho e não se percebe bem o que se passa. Mas fiquei curiosa para ver que tipo de história é esta.

A animação tem oscilações de qualidade. O início tá muito giro, com as animações do comboio, mas a animação acaba por ficar mais simples. O design é diferente do habitual e o personagem principal tem um ar um pouco estranho.

Para quem gosta de séries um pouco fora do comum será a espreitar.