À cerca de 1 ano atrás quando a temporada de primavera de 2010 terminou, não tinha visto nem uma única anime dessa temporada a não ser Angel Beats e mais tarde a segunda temporada de K-On!. Este ano foi diferente, eram bastante as séries que queria ver, mas quem me conhece sabe que a meio da temporada o número de séries que continuo a acompanhar semanalmente decresce drasticamente, umas volto a pegar-lhes mais para a frente ou quando terminarem e outras ficam no limbo durante vários meses até me decidir se as acabo de ver ou simplesmente nunca mais lhes toco na vida.

Esta é a minha opinião e em nada reflecte a opinião dos outros membros do Blog (nomeadamente a Maharet), pode haver semelhanças mas também concerteza existiram diferenças portanto, esta é somente o que eu penso destas últimas 12/13 semanas de séries.

A-Channel

–/10

Larguei após ver o 1º episódio. Achei profundamente desinteressante mesmo para um moeblob, até a segunda temporada de K-On! começou mais agitada.  Esta está na categoria daquelas que nunca mais hei-de ver.

Ano Hi Mita Hana no Namae wo Bokutachi wa Mada Shiranai (ou mais conhecida por Ano Hana)

8.5/10

Foi a série desta temporada que de LONGE começou melhor, os 3/4 primeiros episódios foram sem dúvida muito bons. Começamos logo com um passo acelerado (até porque só teve 11 episódios) e depressa percebemos bem as personagens e as suas vidas quer na infância, quer no presente. A história possui um toque bastante realista e existe um grande desenvolvimento das personagens ao longo de toda a série, a ligação que se cria com as personagens é tremenda porque apesar de tudo é impossível dizer que certa personagem teve uma melhor atitude que outra, ficamos a conhecer claramente cada ponto de vista e cada pensamento.
O problema é que isto apenas durou durante o inicio da anime, a partir do episódio 8/9 começa-mos a entrar numa fase mais lenta, muito a volta da mesma coisa, as personagens já começam a perder o seu entusiasmo e a história torna-se mais parada, o drama é exagerado em muitas alturas…o que levou a um final que apesar de ser satisfatório, peca por não ter explicado mais pormenores sobre o passado. Mas, apesar de tudo uma excelente série que ninguem deve perder, principalmente os fãs de Dramas . A salientar também os aspectos mais técnicos da anime, excelente animação com cenários agradáveis e um character design bastante bom ajudaram sem dúvida a criar um ambiente a não perder.

[C] The Money of Soul and Possibility Control

–/10

Larguei por volta do 4º ou 5º episódio. Personagens pouco apelativas a história não se parecia com nada que tenha lido nos plot summaries antes do inicio da temporada e era desinteressante. A animação era fraca e o visual da anime não tinha nada de especial. Uma série vulgar, também duvido que lhe volte a tocar.

The World God Only Knows II

9.5/10

Não tenho grande coisa a dizer, até porque neste caso peco for ser fanboy, quem acompanha o blog já à algum tempo sabe que é a adaptação de uma das minhas mangas preferidas e está muito bem adaptado, aliás até fico na dúvida se prefiro a versão anime devido à banda sonora ser literalmente “divinal”.

Deadman Wonderland  * Esta review contém spoilers*

7/10

Talvez a série mais difícil (desta temporada) de fazer uma apreciação critica. Em primeiro lugar quero referir que ODEIO o personagem principal ( Igarashi Ganta). O inicio da anime é bastante bom! Um banho de sangue logo nos primeiros cinco minutos calha sempre bem, mas o banho de parvoíce que se segue não compensam o gore dos primeiros cinco minutos. Sim, eu sei que é ficção, mas eu acho que tem limites…uma prisão que parece 1 parque de diversões, os visitante vão lá vêm o pessoal todo a morrer e a aplaudem porque acham que é a fingir, aquele julgamento relâmpago…enfim achei completamente descabido mas, quando começamos  a ver a vida dentro da prisão, ficamos com vontade de conhecer as personagens, o que se passa la dentro, saber os mistérios e o que se encontra por trás daquilo tudo. Mas, essa vontade a mim depressa me passou à medida que a história ia avançado, vi a anime até ao final porque para mim o ponto forte era sem dúvida o gore!
Em termos de história a anime nem avançou assim tanto, ficamos a conhecer alguns personagens e o seu passado e pouco mais.  Penso que esta “primeira temporada” serviu mais para introduzir o que se passa em Deadman Wonderland e que haverá uma continuação com uma história propriamente dita. Portanto, espero por um melhor futuro.
Quanto as personagens começa-mos mal…o personagens principal é absolutamente enervante e apetece dar-lhe porrada, a Shiro é engraçada mas também nada de especial e não tem nenhuma evolução psicológica ao longo da anime ( e uma coisa que gostaria de perceber é que se é ela o ” Red Man” ou o “Wretched Egg” como é que no primeiro episódio aparenta ser um homem de 2 metros todo musculado…Anime Laws…can’t question them…), no restante temos o tipo que acha que só o mais forte sobrevive, a miudinha psicopata, o tipo que é todo integro e o caraças mas que afinal não é nada disso, a rapariga que se apaixona pelo tipo que é todo integro, o vilão psicopata e o vilão que ao inicio era “amiguinho”, enfim, parece que estou a falar de uma anime qualquer cliché, mas é verdade a maioria das personagens não tem nada de especial. Eu sei que isto vai contra 90% da opiniões que se vêm por ai, mas é apenas o que eu penso. Acho que não existe mesmo nada de especial na anime para além do gore.
Animação razoável, mas o visual também não é nada por ai além, um ponto forte é a banda sonora mas não chega para subir assim tanto o nível da série. Não li a Manga portanto apenas comento o que vi, acho que tinha muito potencial para mais.

De resto ainda não acabei X-Men e Maria Holic Alive!. Steins; Gate irei esperar que termine para ver tudo seguido.