O Kimimaro é um estudante de um curso universitário de economia. Tem muito pouco dinheiro e portanto tem vários trabalhos em part-time durante a noite para conseguir sobreviver. Um dia tem uma estranha visita: um homem com um aspecto meio louco convida-o para ser um empreendedor para o seu banco. O sistema empresta-lhe dinheiro e ele só tem te o aplicar no mundo financeiro. Ele recusa, mas no dia seguinte aparece-lhe uma soma estranha na conta. Não é uma soma muito grande e por isso ele resolve levantar.

Aceita assim o contracto e é levado para o mundo financeiro, retratado como uma dimensão paralela onde as pessoas lutam entre si.

Parece estar tudo muito contente com este episódio, mas eu sinceramente não gostei. E admito, não percebi nada. A dimensão do mundo económico é real? Que banco é este e donde vem o dinheiro? Quais são os fundos? O significam as batalhas?

Não podem pegar num tema sério e complexo que é o dinheiro e atirar uma ideias loucas para o ar sem as explicar. Ele não nasce das árvores, têm que o justificar. Achei tudo muito confuso.

Também não fiquei impressionada com o visual. O design não tem nada de especial, as personagens não são apelativas, nem mesmo as mais estranhas. A animação também não me fascinou.

Vou dar mais alguns episódios para tentar perceber a ideia da história, mas espero que dêem algumas respostas.