Até agora, Hasekura Kohei nunca ficou muito tempo no mesmo sítio. Por causa do estilo de vida dos pais, foi forçado a mudar de cidade, e de escola, inúmeras vezes. Mas agora que chegou à ilha de Tamatsu, vai ficar nos dormitórios da escola e tenciona lá permanecer. A escola é católica e segue um estilo inglês nos edifícios e nos costumes.

Quando chega, é recebido pela vice presidente do núcleo de estudantes. Parece um cenário de boy meets girl. No entanto, quando se vão cumprimentar, ela grita e afasta-se rapidamente dele. Ele ainda não sabe, mas a verdade é que ela e o seu irmão, o presidente do núcleo, são vampiros.

Tendo em conta que a premissa era “adaptação de um eroge sobre vampiros”, não tá muito mal. Mas também não passa de isso, uma história sobre uma escola, com uma série de raparigas bonitas a formar um harem, incluindo-se pelo menos os esterotipos de tímida, espevitada, boazinha e tsundere (ok, não é bem tsundere, mas é animosidade a principio que esconde os seus sentimentos), mas com vampiros de olhos vermelhos que quando mordem alguém surge uma aura vermelha (eu tinha que refilar com isso…).

Para quem gostar do estilo, não parece mau (estilo eroge, não necessariamente vampiros). A OP e o ED estão bonitos, foi o que mais gostei. A animação está bastante boa, principalmente tendo em conta o tipo de série. As cores estão muito bonitas, as meninas bastante bem desenhadas e os edifícios da escola bastante elaborados. O tema vampiros sempre foi bastante irresistível para mim, portanto devo ver a série até ao fim.