A Misaki é a presidente da associação de estudantes da sua escola. Esta escola só muito recentemente passou de masculina a mista e portanto a maioria dos alunos são rapazes. Rapazes desleixados, mal educados e inúteis, na opinião de Misaki que desdenha totalmente do sexo oposto. O seu objectivo é corrigi-los, e portanto é rígida com eles e acaba por ser temida também.

No entanto, Misaki tem um problema. A família anda muito mal de finanças, e com o seu trabalho como presidente e com os estudos não lhe sobra muito tempo para ter um part-time. Portanto, trabalha num maid-café, onde lhe pagam bem para se vestir de criada e servir os clientes enquanto os trata por mestres. Mas será um problema se alguém da escola descobrir que a severa presidente trabalha num maid-cafe.

A minha temporada começa com um shoujo, e começa muito bem. A história é divertida, está cheia de momentos de humor, e as personagens interessantes. A Misaki é a menina-faz-tudo-bem que não suporta rapazes e que naturalmente se vai apaixonar pelo senhor tá-se bem Usui. A animação é boa, com cores fortes mas inclui também algumas caras deformadas. O design é agradável, o Usui tá todo giraço, e os cenários simples. Quando um shoujo é bom, normalmente é muito bom, portanto será uma série para continuar a ver.