A soldado Kanata Sorami juntou-se ao exército porque adora trompete e quer muito aprender a tocar. Já tem um bom ouvido para as notas, mas ainda não toca como deseja. É então colocada da cidade de Seize para se juntar ao pelotão que ocupa a fortaleza, todo ele feminino. Entre os membros do pelotão, a Rio Kamzumiya toca também trompete e vai ensinar a Kanata.

Penso que isto a dada altura passou pela cabeça de muitos nós: “Estou a ver K-ON no exercito?” É impossível não comparar. É sobre música, cinco raparigas, o estilo de desenho e de animação é idêntico e o design das personagens também. Por isso, apesar de ter gostado do episódio e de o feeling ser bom, não posso deixar de ter um olhar crítico e pensar “É bom que demonstrem originalidade daqui para a frente”. Espero que daqui para a frente a série se distinga até que as semelhanças fiquem só no design.Não parece ser tão descontraído como K-ON (exercito desconstraído até soa estranho), e o episódio teve bons momentos, se bem que não deixa de parecer estranho a premisa de uma adolescente se juntar ao exercito para aprender a tocar trompete…

Os cenários estão muito bons, fizeram uma Seize bonita e detalhada. É um ambiente interessante, meio bucólico meio belicoso. Nas vozes o casting de seiyuus é de luxo e a banda sonora é muito interessante – não pude deixar de sorrir quando começou uma música francesa de fundo. Tenho algumas esperanças de que a série seja boa.