A irmã de Kakeru suicidou-se quando ele era miúdo. A partir daí ele viveu num orfanato juntamente com Yuka. Agora que ambos andam no liceu vivem uma vida relativamente normal. Mas ela deixa de ser normal no dia em que, no espaço de segundos, foram transportados para uma noite vermelha onde não há ninguém, onde a lua é negra e onde aparecem monstros bem feios.

Algum fanservice, o design fofo caracterítico de um eroge, muitas raparigas e promete bastante acção e boas doses de sobrenatural. É sempre badass ter uma pala num olho e a rapariga é moe. Não consegui formar uma opinião muito concreta, mas irei continuar a ver na esperança de ver desenrolar uma história interessante. A animação também não está má, com uns interessantes efeitos de vermelho, mas também não está nada de deslumbrante.