Saki, apesar de odiar mahjong, é arrastada para jogar com o clube de mahjong na escola. Ela tem, na verdade, uma sorte impossível para este jogo, mas não a usa para ganhar o que pode até ferir os sentimentos dos outros jogadores. Desde miúda que Saki joga com a família, que não gosta que ela perca mas também não gosta que tenha resultados altos, e assim Saki joga sempre para um resultado nulo.

A animação não está nada demais, o mesmo se diz do som. O design das personagens é fofo, vários tipos de raparigas como já é habitual (uma loli, uma megane (óculos), uma avantajada, uma líder e uma normal). Pergunto-me se no Japão elas usam realmente as saias tão curtas =p

Espero que o eu perceber cerca de zero de mahjong não se torne um obstáculo para gostar desta série.